quinta-feira, 29 de julho de 2010

POEMITOS DA PARNAÍBA

Texto: Elmar Carvalho
Charge: Gervásio Castro


Enchia galões de gasolina
até a borda de cerveja
para beber e banhar.
Comprava defuntos frescos
para fazer o enterro.
O caixão seguia de carroça,
enquanto a banda tocava
por entre goles de aguardente.
Acendia charutos cubanos
com cédulas de cinco mil réis.
Dirigia carro importado dos EUA
vestido com roupa de estopa
de saco de açúcar.
Expedito Maciel,
Howard Hughes da Parnaíba,
milionário e excêntrico,
perdulário e esquizofrênico,
filho pródigo de si mesmo.

2 comentários:

  1. Olá meu nome é Amanda, sou neta do falecido Expedito Maciel, moro em Brasília. Fiquei surpresa com a imagem, mas certifiquei-me de que muito das histórias contadas por minha mãe então é verdade! Gostaria de tc com vc se possível e saber mais desta figura que fez de sua história um marco na cidade de Parnaíba.Att
    Meu endereço eletrônico é amandabase@gmail.com

    ResponderExcluir