sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

DECÁLOGO

ANTÔNIO ALBERTO ARAÚJO – Nasceu na cidade de Luzilândia-PI. Casado com a psicóloga Shirley S. Lopes. Atualmente reside em Niterói-RJ - poeta, escritor, contabilista, professor, e licenciado em letras/português pela Universidade Estadual do Piauí - UESPI - desde cedo que escreve poesias, contos, etc. tem um vasto conhecimento na poesia lírica, termo que mais o identifica. Já é muito conhecido pelo o Brasil, e parte do mundo, além deste publicou; “Caminhos percorridos Eu e a Poesia- poemas”. Participou da I Antologia dos poetas contemporâneos do Brasil, pela editora In house, livro que foi lançado na Bienal 2010-São Paulo-SP. Breve publicará o seu terceiro, será um romance. Sua poesia tem também característica social e contemporânea. Assina vários sites e blogs. Em seu site oficial conta-se com mais de 90 mil leituras. As maiorias dos seus trabalhos estão sempre sendo divulgado na Internet, para se ter acesso às sua poesia basta acessar os sites/blogs.
site português: http://www.lusopoemas.net/
blog: http://albertaraujo.blogspot.com/
blog: http://sitedepoesias.com.br
contato - e-mail: alberto_bacana@hotmail.com
a.alberto.sousa@bol.com.br.



ANTÔNIO ALBERTO ARAÚJO

Perguntas formuladas por Elmar Carvalho

1 – Como e quando foi o seu início como leitor de literatura?

R - Com certeza Iniciei aos meus dez anos, foi minha professora de Literatura, que me emprestou o livro "O Guarani" de José de Alencar, lembro que li e reli e fiquei fascinado com a história, e depois li "Iracema", esse livro me fascinou ainda mais, desde então me entreguei a literatura de corpo e alma. Digo sinceramente não consigo ir para a cama sem ler algo literário.

2 – Como e quando começou a sua atividade literária?

R-  há poucos anos, mas desde cedo já escrevia meus textos. E sempre mostrava aos meus amigos. Ainda tenhos todos eles digitados, hoje já são mais de tres mil textos, entre poesias, contos. etc.

3 – Teve influências literárias? Se teve, quais foram essas influências?

R - Sim, digamos um pouco,sempre gostei de autores do meu velho Piauí, Mauro Faustino,Torquato Neto, O.G. Rego,(Rio Suterrâneo, simplesmente genial), Lado da Poesia vem, Da Costa e Silva, H. Dobal, Francisco Miguel de Moura, Alcenor Candeira Filho, Rubervan du Nascimento,(esse é meu amigão, no meu livro tem uma poesia para ele), Elmar Carvalho,são tantos... Esses escritores e poetas eu sempre li, mas,  todos nem sabiam que eu existia é claro, sempre fiquei no anonimato, nunca apareci publicamente, nunca quis isso, somente no ano de 2008, já com 45 anos, que eu me revelei, No encontro de Literatura de Luzilândia que apresentei meu trabalho. Participei do bate papo do SALIPI, Fiz parte da I antologia do poeta contempoâneo do Brasil, que foi lançado na Bienal de São Paulo de 2010, e agora já está na editora o meu segundo livro solo.e vou fazer parte novamente da II antologia do poeta contemporaneo do Brasil, que será lançado na Bienal do Rio de Janeiro 2011. Agora sou muito conhecido por todo o Brasil, e parte do mundo. Assino vários sites e blogs,

4 – Qual o fato mais marcante de sua carreira literária?

R- Quando participei da Bienal 2010 de São Paulo 

5 – Como conseguiu editar seus livros?

R - Minhas reservas, poupando cada centavo. Não recebi ajuda de nenhum orgão publico. Então publiquei meu primeiro livro solo, pela Editora SECCO de Florianópolis-SC, do dinheiro que vou vendendo meus livros juntei novamente e agora estou editando o meu outro livro solo, chamar-se-á "Identidade do Sol" - 196 paginas e sairá pela editora ALL PRINT, uma das editoras mais conceituadas de São Paulo, a mesma editora da escritora Maria Teresa Moreira - de Depressão Surda.

6 – Qual o principal livro e qual o principal texto (conto, crônica, poema, ensaio etc.) de sua autoria?

R -  "Caminhos Percorridos Eu e a Poesia - Poemas" - ANTONIO ALBERTO ARAUJO - este livro pode ser encontrado no Piauí, na Livraria Piauiense -  da Rua Frei Serafim - falar com Jucinéia. 
O principal texto é "O Rio Parnaiba(Velho monge) pede ajuda" - está na página 175 do livro "Caminhos percorridos Eu e a poesia"
este texto fala de um rio sofrido, diante da degradação, dos dejetos que são atirados nele, um texto bastante reflexivo.

7 – Os órgãos oficiais de cultura do Piauí têm cumprido sua finalidade, no tocante à literatura? Comente.

R - Ainda tem muito que se fazer pela a Cultura Piauiense, não resta  dúvidas que é uma das melhores do Brasil, temos muitos autores bons, tantos veteranos como iniciantes,   Há uma deficiencia muito grande na incentivação, por exemplo porque não se coloca nas escolas, uma disciplina que se fale da Literatura Piauiense, digo assim uma disciplina que se aprofunde mais no contexto  biográfico, e obras dos autores, fazer disso a cartilha do aluno. Vejo um lado preconceituoso, a velha história que santo de casa não faz milagre, mero engano.

8 – Em relação ao Brasil, que diria da Literatura Piauiense?

R - Como iniciei anteriormente, a Literatura Piauiense, é uma das melhores do Brasil, e por que não do mundo. Já que temos tantos talentos.

9 – Que importância atribui à internet na divulgação literária?

R - Altamente importante, é aí que se conhece o mundo dos escritores, dos poetas, é aí que se pode ver que todos estão aqui para fazer um mundo mais belo, e retirar dos textos publicados pelos autores as nossas inspirações.

10 – Como e por que se fez literato?

R - A poesia para mim é como o ar que respiro, quando não sou o ator principal sou o coadjuvante.  A literatura foi e será sempre o meu objetivo na vida, viverei para escrever, viverei para ajudar adoçar um pouco mais a vida.

Um comentário:

  1. Muito legal seu blog e otimo, e muito criativo, se depois vocês quiser olhar o meu blog e dar a sua opnião eu ficarei muito grato: http://derlandreflexivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir