sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

A PROPÓSITO DA CRIAÇÃO OAB/PARNAÍBA


A  PROPÓSITO  DA  CRIAÇÃO  OAB/PARNAÍBA

                    O conceituado jornal  NORTE DO PIAUÍ, edição de 30 de janeiro a 5 de fevereiro de 2016, publicou um texto  -  "HONORABILIDADE"  -  com informações sobre a fundação  da Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção de Parnaíba..  
                    Como a informação do jornal é incorreta, sinto-me  obrigado a prestar esclarecimentos sobre o assunto, sem o menor interesse em criar polêmica, até porque não tenho mais idade nem vaidade para isso.
                    A história da luta pela criação da OAB/Parnaíba até o referendo pelo  Conselho Federal da OAB compreende dezembro/1979 a agostol984.
                    Nesse período importantes fatos ocorreram, todos eles fundamentais para que se chegasse finalmente à inauguração da  subseção de Parnaíba, em 12.01.1985, única data lembrada pelo citado jornal.
                    Além  de graves omissões quanto a datas, o jornal  pecou ainda por não citar todos os idealizadores e  fundadores  que, conforme documento anexo, subscreveram em 30.12.1979  o requerimento de criação da Subseçãod OAB de  Parnaíba, dirigido ao presidente da OAB/Piauí  e  de  "que se originou o Processo nº 004/80  aprovado  à unanimidade em 17.06.80 e referendado pelo Conselho Federal da OAB em data de 28.08.84", conforme consta da anexa  CERTIDÃO expedida  pela OAB/Parnaíba  e assinada pelo presidente  Marco Antônio Siqueira, em 03.12.1992.
                     Eis, pela ordem das assinaturas, os dezoito (18) advogados que subscreveram o REQUERIMENTO acima mencionado:
     - Alcenor Rodrigues Candeira Filho (OAB-Pi nº  754/72 )
     - Francisco de Assis Costa Bacelar (OAB-Pi nº 635/68)
,    - Israel José Nunes Correia (OAB-i nº1103/9)
     - Marco Antônio de S. Correia (OAB-Pi nº370/79)
     - Lauro Andrade Correia(OAB-Pi  nº 390)
     - Jozely Maciel Broder (OAB-Pi nº905/75)
     -  Antônio Cajubá de  Brito Neto (OAB-Pi nº 1067/78)
     - Francisco  de Assis  Cajubá de Brito (OAB-Pi nº 580/68)
     - ASSINATURA NÃO  IDENTIFICADA  (OAB-Pi nº 784/73)
     - Haydée Lima de Castelo Branco (OAB-Pi nº 1002/77)
     - Maria do Amparo Coelho dos Santos (OAB-Pi  nº 1081/78)
     -Eduardo Ferreira de Oliveira  ( OAB-Pi nº 08/79-B)
     -  Francisco das Chagas  E. e Silva (OAB-Pi nº 868/75)
     - Antono Raposo Mazulo (OAB-Pi nº 25/79-A)
     - Heitor rrie de Susa (OAB-Pi nº 111/41)
     - Yonésia Mendes dos Santos (OAB-Pi nº 944/77)
     - Leônidas Melo Sobrinho (OAB-Pi nº 583/54)
     - Jaime de Oliveira Lopes (OAB-Pi nº  ?)
                        Como a história de qualquer instituição deve se fundamentar em fatos comprovados, junto a este texto os seguintes documentos, todos devidamente assinados,  datados e esclarecedores sobre a criação da OAB-Subseção de Parnaíba:
            - doc nº  01: Requerimento de criação da OAB/Parnaíba, com dezoito (18) assinaturas e data de 30.12.1979.
            - doc. nº 02: Carta de 15.01.1980 subscrita pelo advogado Alcenor Rodrigues Candeira Filho e endereçada ao dr. Reginaldo dos Santos Furtado, Presidente da OAB/Piauí.
            - doc. nº 03: Carta de 18.06.80 subscrita pelo presidente da OAB/Piauí Reginaldo dos Santos Furtado e endereçada ao advogado Alcenor Ridrigues  Candeira Filho.
            - doc. nº 04: OFÍCIO OAB-PI/Nº 02/81, de 05.01.1981, assinado pelo presidente Reginaldo dos Santos Furtado e dirigido ao advogado Alcenor  Rodrigues Candeira Filho.
            - doc. nº 05: CERTIDÃO expedida pela OAB/Parnaíba em 03.12.1992 e assinada pelo presidente Marco Antônio Siqueira, certificando,  dentre outras coisas, haver sido o advogado Alcenor Rodrigues Candeira Filho "um dos que mais lutaram pela instalação desta Subseccional de Parnaíba, subscrevendo em primeiro lugar o requerimento de criação da mesma."

                              Parnaíba, 11 de fevereiro de 2016.

                                        Alcenor Rodrigues Candeira Filho
                                                OAB-PI  Nº 754/72 

Um comentário:

  1. Prezado e estimado Elmar Carvalho,

    Sobre a manifestação do Professor Alcenor Candeira, também ilustre advogado parnaibano, a respeito da sessão da Câmara Municipal por ocasião de aniversário de criação da subsecção da OAB em Parnaíba, venho, embora com atraso, manifestar-me e declarar que Alcenor Candeira registrou bem os fatos, tendo sido daqueles que grande emprenho teve para a criação da subsecção. Solidarizo-me, pois, com o mestre e colega Alcenor Candeira. Por justiça, entendo que ele também merece ser homenageado, ficando esta minha manifestação como a devida homenagem. E que estendo a todos os demais que participaram da empreitada, e não tiveram seus nomes registrados na sessão de homenagem na Câmara Municipal, eventualmente.
    Caro Elmar Carvalho, tentei enviar comentário direto ao seu blog sobre a citada manifestação, mas não tive sucesso, certamente por ter equivocado-me quanto ao modo de fazê-lo no espaço próprio aos comentários. Por isso é que lhe envio o presente e-mail.
    Um abraço,

    Marcos Antônio Siqueira da Silva
    Defensor Público

    ResponderExcluir